História – Guerreiras Grenás

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page

2995A ideia inicial partiu da Prefeitura de Municipal de Araraquara-SP, que em 2001, queriam dar a oportunidade das mulheres poderem praticar o futebol, e a partir disso, associaram o nome da equipe, ao clube tradicional da cidade: Associação Ferroviária de Esportes (AFE) e começaram a estruturar a equipe, e compartilharam a gestão com prefeitura municipal, através da Secretaria de Esportes e da Fundesport (Fundação de Amparo ao Esporte do Município de Araraquara, fundada em 1981 com objetivo de fomentar as políticas públicas esportivas no município em nível de rendimento), surgindo Ferroviária/Fundesport.

Em 2003, a Ferroviária passou a ser um clube-empresa, com o intuito de não ficar dependente dos recursos públicos, o que possibilitou a parceria com empresas, instituições que colaboraram com o desenvolvimento da equipe, focando principalmente em parcerias que atrai-se os torcedores locais.

Em 2008, a equipe passou por um diagnóstico, pelo diretor Danilo Zero dos Santos, e observou dificuldades como: as refeições das atletas eram fornecidas em marmitex pelo restaurante popular do município e havia dificuldades com a falta de recursos para ajudá-las com pagamento, através de bolsa atleta, e por causa disso, as jogadoras recebiam um pequeno valor de ajuda de custo, e isso desmotivava aquelas que queriam construir uma carreira na modalidade.

Após as constatações, começaram a surgir parcerias com UNIMED, Uniara, e em 2012, com a Caixa Econômica Federa, o que possibilitou um  grande salto, sendo possível, investir para melhorar as condições e estrutura para as atletas, como a contratação de uma cozinheira para cuidar da alimentação das jogadoras, além disso, criou-se um ambiente onde toda a equipe estava focada no crescimento a longo prazo, para atingir um alto nível de competição, podendo buscar o título em todas competições disputadas.

Foi no final da temporada de 2009 que o projeto “Guerreiras Grenás”, tomou forma. O nome, “Guerreiras Grenás”, veio devido a necessidade de desassociar o nome da equipe com o futebol masculino que também é conhecido como Ferroviária.

Ao destacar o nome do time como “Guerreiras Grenás”, buscou-se aumentar a presença do futebol feminino na mídia, criando campanhas de fortalecimento da imagem e utilização das diversas mídias em conjunto com planos específicos.

Desenvolvido pela Liga Araraquarense de Futebol Feminino e financiado pela Caixa Econômica Federal, a Ferroviária/Fundesport, equipe de futebol feminino, tornou-se uns dos principais times da modalidade no Brasil, tendo como marca a valorização da formação das atletas, em todas as suas categorias, passando a definir objetivos para cada temporada e não apenas com foco nos resultados e títulos dentro de campo.

A conquista de títulos, veio com o tempo para consolidar um trabalho realizado durante anos:

EQUIPE PRINCIPAL

  • Campeã Paulista: 2002, 2004, 2005 e 2013;
  • Campeã dos Jogos Regionais: 2003, 2004, 2005, 2011, 2013, 2014 e 2015;
  • Campeã dos Jogos Abertos do Interior: 2007, 2015 e 2016;
  • Campeã do Campeonato Brasileiro: 2014;
  • Campeã da Copa do Brasil: 2014
  • Campeã da Copa Libertadores da América: 2015;
  •  Vice-campeã da Copa São Paulo: 2001 e 2002;
  •  Vice-campeã dos Jogos Regionais: 2002, 2006, 2008, 2009, 2012 e 2016;
  • Vice-campeã dos Jogos Abertos do Interior: 2003 e 2008;
  • Vice-campeã Paulista: 2014;
  • Vice-campeã da Copa do Brasil: 2015.

Por ser a atual campeã da Copa Libertadores da Ámerica, a Ferroviária tem vaga garantida na próxima edição da competição que irá ocorrer  6 a 20 de dezembro no Uruguai.

CATEGORIAS DE BASE

A Ferroviária/Fundesport promove o desenvolvimento do futebol feminino com uma escolinha e 4 categorias:

  • Escolinha
  • Categoria Sub-13
  • Categoria Sub-15
  • Categoria Sub-17
  • Categoria Adulta

A escolinha (para meninas a partir de oito anos) e as categorias de base Sub-13, Sub-15 e Sub-17 estão abertas para qualquer garota que queira jogar futebol.

A Ferroviária/Fundesport acredita que o esporte deve fazer parte do cotidiano de todos e trabalha para promover o futebol feminino e a prática esportiva. Além dos treinos, as categorias de base grenás disputam amistosos ao longo do ano e importantes torneios, como os Jogos Abertos da Juventude e os Campeonatos Estaduais, Sub-15 e Sub-17.

A participação na escolinha e nas categorias de base é totalmente gratuita. Para mais informações, o telefone da Fundesport Araraquara é (16) 3303-2700.

Treinos escolinha

Os treinos da escolinha de futebol feminino acontecem todas os sábados, das 8h30 às 11h. O local é o estádio municipal Dr. Luiz Bento Palamone (“Aco”), que fica na rua Rui Barbosa, s/nº, Vila Xavier, Araraquara (SP).

Treinos Sub-13, Sub-15 e Sub-17

Os treinos das categorias de base acontecem todas as segundas, quartas e sextas-feiras, das 15h às 17h. O local é o estádio municipal Dr. Luiz Bento Palamone (“Aco”), que fica na rua Rui Barbosa, s/nº, Vila Xavier, Araraquara (SP).

Campeã dos Jogos Abertos da Juventude 2015 - Ferroviária
Campeã dos Jogos Abertos da Juventude 2015 –  Ferroviária

Títulos das Categorias de Base:

  • Campeã Estadual Sub-18: 2008 e 2009
  • Campeã Estadual Sub-17:  2011
  • Campeã Jogos Abertos da Juventude: 2011,2015
  • Vice-Campeã Jogos Abertos da Juventude: 2010 e 2012
  • Vice-Campeã Estadual Sub-17: 2013
  • Vice-Campeã Estadual Sub-13: 2013

 

Esse ano, pela primeira vez na história, ocorreu a I Liga Feminina de Futebol Sub-20, primeiro campeonato nacional para categoria de base, e a Ferroviária/Fundesport foi muito bem nas primeiras fases que ocorreram em (São Paulo e Rio de Janeiro), porém acabou saindo da competição na fase de Foz do Iguaçu-PR

HINO – GUERREIRAS GRENÁS:

 


Informações Retiradas:
  • Guerreiras Grenás;
  • Simpósio Internacional de Gestão de Projetos, Inovação e Sustentabilidade – Relação entre as práticas de gestão e a evolução do futebol feminino da Ferroviária/Fundesport – por PriscilaE. T. Cestri  e Ary J. Rocco JR.